Airbus A330neo realiza 1º voo

Avião é evolução da família A330 e tem novidades em motorização, aerodinâmica, desempenho e configuração interna

O Airbus A330neo realiza na manhã desta quinta-feira (19) seu primeiro voo de testes. A decolagem no aeroporto de Toulouse, na França, ocorreu às 5h56 (horário de Brasília).

A aeronave é uma versão atualizada da família A330, com seus A330-200 e A330-300, que acumula mais de 1,3 mil exemplares entregues, sendo um dos aviões de fuselagem larga mais populares e de mais sucesso na história da aviação comercial.

A evolução do modelo foi a resposta da Airbus para competir com o Boeing 787, um avião mais novo e econômico. Com duas variantes (-800 e -900), o A330neo transporta entre 252 e 310 passageiros (o Boeing 787, nas versões -8 e -9 tem capacidade para 242 e 290 passageiros, respectivamente).

A capacidade do A330neo é superior à dos modelos atuais. Mas além da questão de assentos, a aeronave apresenta outras novidades, parte delas transportadas de aviões mais novos da fabricante europeia, como o A350 e o A320neo.

– Novos motores Rolls Royce Trent 7000
– Novos wingtips curvos nas pontas das asas
– Novo design de interior batizado de Airspace Cabin
– Redução de 14% no consumo de combustível por assento
– Variante -900 com capacidade para 310 passageiros, com 10 assentos a mais que a versão -300
– Variante -800 com capacidade para 252 passageiros, com 6 assentos a mais que a versão -200

Cabine do A330neo será equipada com sistema Airspace Cabin (Foto: Divulgação/Airbus)
Cabine do A330neo será equipada com sistema Airspace Cabin (Foto: Divulgação/Airbus)

Clientes

A versão que voou pela primeira vez é o A330-900, que é a variação principal do A330neo. A própria carteira de clientes deixa claro a predileção. Das 212 aeronaves encomendas, 206 são pela versão maior.

O avião, aliás, não tem empolgado as companhias aéreas. Com a versão atual do A330 ainda em produção, muitos clientes preferem recebê-los antes de partir para o A330neo ou mesmo migrar para a concorrente Boeing.

Por enquanto, 12 empresas diferentes adquiriram o A330neo, sendo que quatro delas são companhias de leasing.

Air Asia X – 66 A330-900
Air Lease Corporation – 27 A330-900
Arkia Israeli Airlines – 2 A330-900
Avolon – 15 A330-900
BOC Aviation – 2 A330-900
CIT – 15 A330-900
Delta Air Lines – 25 A330-900
Garuda Indonesia – 14 A330-900
Hawaiian Airlines – 6 A330-800
Iran Air – 28 A330-900
TAP – 10 A330-900
Não divulgado – 2 A330-900

O cliente de lançamento é a TAP, que deverá receber o primeiro exemplar em meados de 2018. A previsão inicial era que a entrega fosse realizada ainda em 2017, mas problemas com os motores da Rolls Royce atrasaram o programa.

Motores Rolls Royce 7000 Trent equipam o Airbus A330neo (Foto: Divulgação/Airbus)
Motores Rolls Royce 7000 Trent equipam o Airbus A330neo (Foto: Divulgação/Airbus)

Brasil

Apesar de a Azul não constar como cliente na carteira de pedidos da Airbus, a companhia aérea brasileira vai voar com o A330-900 a partir de 2018. O recebimento de cinco aeronaves será por arrendamento da Avolon e deve começar no final de 2018.

Os A330-900 da Azul serão configurados para 298 assentos, sendo 34 na classe executiva, 108 na econômica premium e 156 na econômica. No total, a aeronave terá 27 assentos a mais que os atuais A330-200 utilizados pela aérea nas rotas internacionais para Orlando, Fort Lauderdale e Lisboa.

Linha do tempo

14/7/2014 – Lançamento oficial do A330neo na Farnborough Airshow 2014
7/9/2015 – Primeira peça do A330neo é produzida
6/4/2016 – TAP é confirmada como cliente de lançamento do A330neo
27/9/2016 – A330neo entra na linha de produção final em Toulouse, na França
23/12/2016 – A330neo deixa linha de montagem e recebe pintura
1/8/2017 – Motores Rolls Royce Trent 7000 começam a ser montados no A330neo
29/9/2017 – A330neo é entregue à equipe de voos de testes
19/10/2017 – A330neo realiza o primeiro voo

Leia mais

Comente

Seu endereço de email não será publicado.

error: O AviaçãoJor é uma agência de notícias e todo os conteúdos são protegidos por direitos autorais. Se você deseja reproduzir algum conteúdo, acesse o site da agência em http://www.aviacao.jor.br/agencia