Ásia-Pacífico vai liderar demanda por pilotos, diz Boeing

Os países da Ásia-Pacífico são os que mais vão demandar pilotos nos próximos 20 anos. É o que aponta o novo estudo Pilot and Technician Outlook da Boeing, divulgado nesta segunda-feira (24).

A fabricante norte-americana espera que as companhias aéreas de todo mundo vão precisar de 637 mil novos pilotos até 2036. Somente a Ásia-Pacífico, que exclui Oriente Médio e Rússia, responderá por 40% dessa força de trabalho.

Ásia-Pacífico, 253 mil pilotos
América do Norte, 117 mil
Europa, 106 mil
Oriente Médio, 63 mil
América Latina, 52 mil
África, 24 mil
Rússia e CEI, 22 mil

O mercado que mais deve puxar essa demanda na Ásia-Pacífico é o da China, que passa por um crescimento exponencial no setor da aviação comercial, com novas empresas se formando e comprando aeronaves.

O estudo da Boeing também contempla profissionais de manutenção e comissários de bordo.

Manutenção, 648 mil profissionais, 226 mil na Ásia-Pacífico
Equipe de cabine, 839 mil profissionais, 308 mil na Ásia-Pacífico

Gustavo Ribeiro
Fundador e editor-chefe do AviaçãoJor.

Leia também

Premiação da Copa do Mundo de 2018 na Rússia com ação da Qatar Airways (Foto: Divulgação/Qatar Airways)

Por que as aéreas do Oriente Médio investem pesado no futebol

Emirates, Eithad Airways e Qatar Airways usam competições e clubes para divulgarem suas marcas. Resultado em campo soma títulos nacionais e europeus
Mercado de turbolélices é dominado por ATR e Bombardier (Foto: Divulgação/ATR)

Por que a Embraer quer voltar a fabricar aviões turboélices?

Fabricante brasileira acredita que ATR e Bombardier oferecem aeronaves antigas e que pode mudar o jogo
Aeroporto de Guarulhos é a principal porta de saída do Brasil (Foto: Divulgação/GRU Airport)

Aéreas brasileiras crescem no mercado internacional

Novas rotas e reforço de frequências têm marcado 2017 para Avianca Brasil, Azul, Gol e Latam
Netflix tem parcerias com Aeromexico, Qantas e Virgin America (Foto: Divulgação/Virgin America)

Netflix quer ampliar oferta a bordo dos aviões

Empresa de entretenimento prepara lançamento de novo serviço, mais rápido e leve, voltado para aeronaves com wi-fi