China e Rússia estreitam relação no mercado aeronáutico

Os governos de ChinaRússia assinaram na última sexta-feira (21) acordos que aumentam a cooperação entre os países no mercado da aviação comercial.

As informações são da Administração da Aviação Civil da China (CAAC).

Na reunião, ficou acertado o aumento no número de voos entre 21 cidades chinesas e 11 russas. Ao todo, serão 326 voos adicionais, que serão operados por 26 companhias aéreas.

O tráfego de passageiros entre China e Rússia vem aumentando nos últimos anos. Em 2016, o crescimento foi de 15%, totalizando 1,9 milhão de pessoas. Não por acaso os chineses são o grupo de turistas que mais viaja para a Rússia.

Além dos acertos envolvendo voos, os dois países querem facilitar a certificação de aviões e produtos fabricados na China e na Rússia.

Os dois países têm projetos novos de aeronaves. No caso da China, o recém-certificado ARJ21 e o Comac C919, que está em períodos de testes. Já a Rússia está realizando testes no avião Irkut MC-21-300.

Com uma eventual facilidade na certificação de aeronaves, os governos esperam conseguir aumentar a carteira de clientes das fabricantes, de ambos os lados.

Em maio deste ano, os dois países criaram uma joint-venture para projetar e produzir um avião de longo curso para concorrer com Airbus e Boeing. A união é entre as empresas UAC, da Rússia, e Comac, da China.

Gustavo Ribeiro
Fundador e editor-chefe do AviaçãoJor.

Leia também

Premiação da Copa do Mundo de 2018 na Rússia com ação da Qatar Airways (Foto: Divulgação/Qatar Airways)

Por que as aéreas do Oriente Médio investem pesado no futebol

Emirates, Eithad Airways e Qatar Airways usam competições e clubes para divulgarem suas marcas. Resultado em campo soma títulos nacionais e europeus
Mercado de turbolélices é dominado por ATR e Bombardier (Foto: Divulgação/ATR)

Por que a Embraer quer voltar a fabricar aviões turboélices?

Fabricante brasileira acredita que ATR e Bombardier oferecem aeronaves antigas e que pode mudar o jogo
Aeroporto de Guarulhos é a principal porta de saída do Brasil (Foto: Divulgação/GRU Airport)

Aéreas brasileiras crescem no mercado internacional

Novas rotas e reforço de frequências têm marcado 2017 para Avianca Brasil, Azul, Gol e Latam
Netflix tem parcerias com Aeromexico, Qantas e Virgin America (Foto: Divulgação/Virgin America)

Netflix quer ampliar oferta a bordo dos aviões

Empresa de entretenimento prepara lançamento de novo serviço, mais rápido e leve, voltado para aeronaves com wi-fi