HondaJet lidera entregas no 1º semestre de 2017

O HondaJet foi o jato executivo com mais entregas registradas no primeiro semestre de 2017. A aeronave japonesa, que acaba de ser certificada para operar no Brasil, teve 24 unidades entregues no período e ultrapassou tradicionais fabricantes como Bombardier, Gulfstream, Cessna e Embraer.

O avião da categoria de jatos leves, com capacidade para até seis passageiros, começou a sair da fábrica no segundo semestre de 2015. De lá para cá, já são 49 HondaJet nas mãos de clientes.

Na comparação com o primeiro semestre de 2016, houve um aumento de 140% nas entregas – 24 contra 10. Este ano, aliás, já foi melhor que todo 2016, quando a Honda Aircraft Company entregou 23 unidades

Certificação no Brasil

A empresa japonesa anunciou nesta terça-feira (15) que o HondaJet recebeu o certificado de tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Com isso, a aeronave poderá voar normalmente e sem restrições no Brasil.

“Estamos ansiosos para atender aos interesses dos clientes de um dos maiores mercados para jatos executivos no mundo.”
Michimasa Fujino, presidente e CEO da Honda Aircraft Company.

A expectativa da fabricante é que a representante da marca no Brasil, a Líder Aviação, consiga iniciar as vendas do jato em território nacional.

Mercado executivo

A Associação dos Fabricantes da Aviação Geral (Gama, na sigla em inglês) divulgou os dados do primeiro semestre do setor com aspectos positivos, mas ainda com alguns sinais de que a recuperação não é total.

No período, as fabricantes entre 995 aeronaves, totalizando 9 bilhões de dólares em negócios, representando uma queda de 3,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em relação a entregas, entre os jatos, houve um crescimento de 1%. O segmento com maior avanço foi o de aeronaves a pistão, com 5,6%. Já os turboélices tiveram queda de 0,9%.

Gustavo Ribeiro
Fundador e editor-chefe do AviaçãoJor.

Leia também

Premiação da Copa do Mundo de 2018 na Rússia com ação da Qatar Airways (Foto: Divulgação/Qatar Airways)

Por que as aéreas do Oriente Médio investem pesado no futebol

Emirates, Eithad Airways e Qatar Airways usam competições e clubes para divulgarem suas marcas. Resultado em campo soma títulos nacionais e europeus
Mercado de turbolélices é dominado por ATR e Bombardier (Foto: Divulgação/ATR)

Por que a Embraer quer voltar a fabricar aviões turboélices?

Fabricante brasileira acredita que ATR e Bombardier oferecem aeronaves antigas e que pode mudar o jogo
Aeroporto de Guarulhos é a principal porta de saída do Brasil (Foto: Divulgação/GRU Airport)

Aéreas brasileiras crescem no mercado internacional

Novas rotas e reforço de frequências têm marcado 2017 para Avianca Brasil, Azul, Gol e Latam
Netflix tem parcerias com Aeromexico, Qantas e Virgin America (Foto: Divulgação/Virgin America)

Netflix quer ampliar oferta a bordo dos aviões

Empresa de entretenimento prepara lançamento de novo serviço, mais rápido e leve, voltado para aeronaves com wi-fi
error: O AviaçãoJor é uma agência de notícias e todo os conteúdos são protegidos por direitos autorais. Se você deseja reproduzir algum conteúdo, acesse o site da agência em http://www.aviacao.jor.br/agencia